Mosaico da Vila

E repare o leitor como a língua portuguesa é engenhosa. Um contador de historias é justamente o contrario do historiador, não sendo um historiador, afinal de contas, mais do que um contador de histórias
Machado de Assiso leitor como a língua portuguesa é engenhosa. Um contador de historias é justamente o contrario do historiador, não sendo um historiador, afinal de contas, mais do que um contador de histórias" Machado de AssisOSAICO DA VILA
E repare o leitor como a língua portuguesa é engenhosa. Um contador de historias é justamente o contrario do historiador, não sendo um historiador, afinal de contas, mais do que um contador de histórias" Machado de AssisICO DA VILA
E repare o leitor como a língua portuguesa é engenhosa. Um contador de historias é justamente o contrario do historiador, não sendo um historiador, afinal de contas, mais do que um contador de histórias" Machado de Assisepare o leitor como a língua portuguesa é engenhosa. Um contador de historias é justamente o contrario do historiador, não sendo um historiador, afinal de contas, mais do que um contador de histórias" Machado de Assis

Um anjo da cor de neve

Algumas meninas experimentaram roupas de anjo que logo usariam em uma das procissões da cidade, porém em meio ao veste e desveste das roupas, uma pergunta inquietou a costureira:
__Dindinha, porque Das Neves não pode ser anjo como agente na procissão?
__ Ora mais, tu já viu anjo pretinho?! - Respondeu a costureira.
A menina ficou a matutar a resposta, assim resolveu indagar outra vez:
__ Mas a senhora já viu todos os tipos de anjo?
Meio entorpecida, com a pergunta da garota, a velha fez que não ouviu, mas no fundo refletia discretamente, tentando encontrar um meio para reaver o seu erro:
__ Ei menina... Vem cá Das Neves, experimenta aqui essa roupa de anjinho...
Assim, reavendo seu erro Dindinha enfeitou a negrinha espevitada, que mais parecia uma rolinha, e como um anjo barroco, de auréola e asas de penas brancas, foi Das Neves viver um momento inesquecível, afinal era o anjo que mais se destacava na procissão, um anjo da cor de neve...


Junior Vianna

2 comentários:

Cynthia Osório disse...

Simples, poético, político!
Gostei.

Vinícius disse...

Muito bom, traduz de maneira simples uma ideia bem oportuna...

Obrigado pelo comentário e pelo elogio no meu blog.

E quanto a Oeiras, não conheço, mas assim que der ue du uma passada por lá, já ouvi falar tanto...

Abraços